Em VOCÊ SABIA?

O que é superfooD?

Superfood, ou superalimento, é uma categoria especial de alimentos encontrados na natureza.  Esses alimentos são ricos em nutrientes e, ao mesmo tempo, pobres em calorias. Ou seja, têm uma ótima densidade nutricional. São fontes superiores em antioxidantes e nutrientes essenciais – aqueles que precisamos, mas não produzimos por conta própria.

Mas que prático, não é mesmo?!  Parece que é só a gente comer um ou dois superalimentos que nossa nutrição está muito bem apoiada, certo?  Errado.  Por mais que quiséssemos que fosse verdade (e resolveria alguns problemas crônicos de preguiça na cozinha), não é bem assim.

Não existe um alimento único no mundo que vá substituir toda uma dieta equilibrada. Não podemos comer apenas “aquele superalimento”. É certo que teríamos uma deficiência nutricional.

Então o superfood é um hoax, uma mentira?

Não; nós acreditamos que os superalimentos são reais.  Certos alimentos, cientificamente comprovados superiores em densidade nutricional, merecem estar na categoria denominada superfood. Entretanto, eles devem ser consumidos em conjunto com uma boa nutrição e estilo de vida saudável para que seus benefícios sejam absorvidos.

Mesmo que a própria ciência não faça uso desse termo, vale o destaque dessas maravilhas da natureza.

Granulados das Energy Balls Granulados das Energy Balls

O que preocupa é como os superfoods são divulgados. Muitos vendem a ideia que são como uma pílula mágica, que vai resolver todos os problemas.  Frases como “Você terá mais força se comer essa fruta” ou “Coma essa semente para te fazer mais jovem” não são raras de serem escutadas.

Isso é errado e, no mínimo, irresponsável.

Então, como os superalimentos funcionam?

Vamos pegar o exemplo da Chia.  Essa sementinha, de origem mexicana, ficou famosa recentemente por suas propriedades de superfood.  É rica em ômega-3, antioxidantes e proteína.  Muitos alegam também que a chia equilibra os níveis de açúcar no sangue, reduz doenças cardiovasculares, colesterol, pressão arterial e promove a perda de peso.  Outros são mais agressivos na propaganda e afirmam que reverte a diabetes tipo 2.

Por outro lado, um estudo publicado em 2009 revelou que se alimentar de 50 gramas de chia, todos os dias durante 12 semanas, não altera em nada na massa corporal.

Ou seja, a chia não emagrece por si só. Não adianta polvilhar chia no sorvete com calda de chocolate na esperança de emagrecer, se a alimentação não for equilibrada.

Mas voltemos aos benefícios; com certeza a chia faz bem à saúde por conta de seus nutrientes e propriedades. Além do que já mencionamos, ela retarda o envelhecimento e minimiza a possibilidade de contrair diabetes, entre outras coisas (falaremos mais no post dedicado à chia, em breve).

Energy Balls com superfood. Você pode ver a chia na colher da esquerda. Energy Balls com superfood. Você pode ver a chia, um ingrediente da Banana Boost, na colher da esquerda.

Um detalhe importante é que os benefícios dos superalimentos são mais eficazes quando a ingestão dos nutrientes é a partir de fontes naturais, e não através de suplementos vendidos em farmácias. Points for nature! 🙂

Numa oportunidade futura, falaremos mais sobre alguns superfoods que usamos em nossas receitas de snacks e sobremesas.

Conclusão

O superfood, apesar de não ser reconhecido como categoria pela ciência, pode ser um poderoso aliado em conjunto com uma alimentação equilibrada e hábitos saudáveis. Principalmente por sua alta densidade nutricional, ou seja, devido ao fato de serem muito ricos em vitaminas e minerais, e pobres em calorias.

Mesmo assim, devemos nos preocupar com o que muitas pessoas falam por aí e sempre pesquisar em fontes confiáveis para termos certeza de que estamos no caminho certo.

Shares 0

Comentários

Escreva aqui

Posts Recentes